XIAOMI SE TORNA A TERCEIRA MAIOR EMPRESA DE CELULARES ANDROID

0
12

Xiaomi estava na lista negra nos EUA mas após sair dela e voltar a ter ações na bolsa de valores em Wall Street as coisas mudaram. A Xiaomi anunciou nessa semana em um dos seus perfis de rede social (Twitter) seus resultados financeiros alcançados no ano passado.

Os números são bem animadores, contam com um aumento de 17,5% em sua remessa de smartphones. Ultrapassando 145 milhões de smartphones Android fornecidos para os distribuidores de varejo.

Esse grande aumento ficará marcado na história da empresa pelo fato de ter sido um ano de pandemia no mundo todo. Aonde o mercado financeiro foi bastante afetado de forma geral. Segundo a Xiaomi foram vendidos cerca de 10 milhões de aparelhos celulares da linha premium.

Devido ao aumento das vendas, a Xiaomi passou ocupar um lugar super importante na indústria de smartphones. Ficando em terceiro lugar no ranking de maior fabricante de celular do mundo.

VEJA TAMBÉM: FACEBOOK E APPLE AINDA POSSUEM CONFLITOS

XIAOMI SUPERA APPLE EM VENDAS

Uma estimativa feita pelo grupo de consultoria Garther a Xiaomi teria ultrapassado a Apple em vendas de smartphones celulares. Durante o terceiro trimestre de 2020 atingindo a marca de 44 milhões de celulares vendidos.

Acreditasse que devido a pandemia do Covid-19 as pessoas tenham dado preferencias para smartphones com o melhor custo benefícios. Que fez com que a gigante chinesa se destacasse e alcançasse essa marca histórica. O espaço dos smartphones no mercado esta na melhor crescente do últimos tempos.

As condições da pandemia terem melhorado na china fez com que a produção aumentasse ajudando a restaurar esse setor de tecnologia que reflete no mundo todo mas principalmente na América Latina e Ásia-Pacífico.

GRANDE CRESCIMENTO DA XIAOMI

Tiveram alguns fatores que explicam esse crescimento, o primeiro deles foi as melhores condições da China. Que refletiram positivamente no setor de tecnologia, segundo fator muito importante foi a grande queda da Huawei uma de suas concorrentes.

A Apple também ajudou com essa crescente graças ao atraso no lançamento do iPhone 12. Que iria realizar seu lançamento em setembro e acabou tendo que adiar para outubro, isso fez com que seu pico usual caísse e favorece as demais empresas. Nós sabemos que esse dados podem mudar a qualquer momento e esse pico nunca mais se repetir, até mesmo porque esse desaparecimento da Huawei pode não mais acontecer.

No exterior, as vendas da Xiaomi cresceram 27,6%, alcançando R$ 28,88 bilhões, o equivalente a 47,9% da receita da empresa. Isso demonstra um retorno da chinesa ao mercado interno, uma vez que em no primeiro semestre de 2020, sua receita no exterior correspondia a menos da metade do total. Em conclusão, as remessas da Xiaomi à China teve um crescimento de 52% no quarto trimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano anterior.